Barueri completa 70 anos

No dia 26 de março de 2019 Barueri completa 70 anos de emancipação político-administrativa no auge de sua pujança. Com o 5º maior PIB do Estado de São Paulo e o 14ª de todo o Brasil, a cidade é a primeira em “Desenvolvimento Econômico” e a quinta “Melhor para se Fazer Negócio”, de acordo com ranking da Revista Exame do ano passado. Os 350 km de fibra ótica colocam Barueri, de acordo com o mesmo levantamento, no Top 20 das cidades mais inteligentes e conectadas do país.

Na área de meio ambiente, Barueri tem dado atenção especial aos animais. Desde 2017 foram castrados e microchipados 8 mil pets. De acordo com o ranking do Programa Município Verde e Azul, a cidade tem a 3ª gestão ambiental mais eficiente entre os 39 municípios da Grande São Paulo.

No atendimento a pessoas com deficiência, Barueri avançou com a inauguração de um centro próprio para Equoterapia, ficou no Top 10 das cidades mais inclusivas do Estado de SP (Prêmio Ações Inclusivas 2017/Governo SP) e recebeu prêmio internacional por empregabilidade para pessoas com deficiência (Bloomberg Mayors Challenge/2018).

A cultura barueriense deu um salto de qualidade oferecendo 27 Oficinas de Artes (total de 3.700 alunos) e implantando o Núcleo de Música e o já premiadíssimo Núcleo de Dança. A moderna Praça das Artes (em construção no Boa Vista) vai colocar a cidade na rota internacional dos grandes espetáculos.

No esporte, Barueri tem 14.550 alunos nas escolas de esporte e oferece referência para essa garotada e entretenimento para a população, sendo a sede do Oeste no Paulistão (Série-A) e Brasileirão (Série-B) e a casa do Hinode Barueri na Superliga de Vôlei Feminino. Em 2018, a cidade foi a sede brasileira da Liga das Nações de Vôlei (Feminino).

Mas os grandes pilares que fazem de Barueri uma das melhores cidades para se viver são Desenvolvimento SocialEducaçãoSaúde e Segurança. E é para melhorar ainda mais, estes e todos os setores, que a Prefeitura investe em um enorme pacote de Obras. Acompanhe.

Desenvolvimento Social

Capitaneada pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e pelo Fundo Social de Solidariedade Estrela Guia (presidido por Sônia Furlan), a área de assistência social e familiar ganhou muito vigor nos últimos dois anos. Por mês, são atendidas 20 mil famílias regularmente. Em 2018 foi inaugurado o sexto Cras (Centro de Referência de Assistência Social) de Barueri, no Jardim Paulista.

Projetos e ações foram retomados em benefício da população, como a distribuição, na Campanha do Agasalho, de apenas peças novas (só no ano passado foram atendidas 18.460 famílias).

Foram reformados quatro Centros Comunitários e, no Parque Imperial, foi preciso reconstruir o Centro Comunitário Jaraguá-Mirim (concluído no ano passado), que hoje voltou a oferecer atividades a cerca de 500 crianças e adolescentes. Os Núcleos de Moda (três) também foram retomados e oferecem cursos profissionalizantes de máquina reta, overloque, modelista de roupas e costura.

O programa ReNascer acolheu e transformou pessoas que se encontravam em situação de rua, oferecendo bolsa e capacitação. A primeira turma contou com 17 beneficiários e agora iniciou nova turma com mais 26 bolsistas.

As mães de crianças com deficiência ganharam atenção especial. O projeto Mães Cuidadoras ofereceu capacitação na área de gastronomia para 80 mulheres e transformou-se no Empório Mães Cuidadoras, com vários parceiros e pontos de venda dos produtos (doces e salgados), gerando renda para as participantes.

O Parque da Maturidade José Dias da Silva foi totalmente reformado e reduziu a fila de espera, cadastrando 500 novos frequentadores.

Nestes dois anos, o Fundo Estrela Guia também liderou campanhas exitosas de arrecadação de fundos para entidades como AACD, GRAACC e Apae.

Educação

Barueri tem avançado muito na área da Educação. O projeto Primeira Infância, que promove nas crianças de zero a 6 anos a aprendizagem por intermédio de brincadeiras, música e entretenimento, foi transformado em política pública e ganhou um Centro de Referência.

O transporte escolar teve a frota inteira renovada em 2017 com 90 ônibus zero quilômetros. Em 2018 a nota do município no Ideb já cresceu.

O ano letivo de 2019 começou com uniformes e material escolar distribuídos gratuitamente para os cerca de 65 mil estudantes.

Barueri é a primeira cidade a implantar em toda a sua rede de ensino a plataforma Google for Education. Entre uma série de benefícios, 46.222 mil alunos e 2.300 professores terão acesso aos novos chromebooks, além da aquisição de 11.900 óculos de realidade virtual, telas e projetores para todas as salas de aula e 110 terminais para videoconferência.

Idealizado pelo secretário de Educação, Celso Furlan, o projeto Música e Artes Plásticas ao Ar Livre, que propõe aulas práticas nestas áreas pelos jardins do CAP, tem melhorado consideravelmente a aprendizagem dos alunos.

Saúde

O trabalho da Prefeitura para melhorar a saúde é incansável. Prova disso é que, de acordo com o Conselho Federal de Medicina, Barueri é a quarta cidade do Brasil que mais investe em saúde pública (atrás de duas cidades com menos de mil habitantes e de um município com pouco mais de 100 mil pessoas).

E os resultados também já vão aparecendo: o índice de mortalidade infantil no município, em 2017, foi o 5º menor entre as cidades paulistas com mais de 200 mil habitantes.

A rede de saúde tem sido informatizada e equipada com aparelhos modernos como tomógrafos de última geração e microscópio cirúrgico. As UBSs passaram de 16 unidades para 18 (Jardim Tupan e Vale do Sol) e há mais duas em construção (Engenho Novo e Maria Helena).

No pronto-atendimento, a cidade ganhou mais um Pronto-Socorro (Imperial, em 2017) e constrói outra unidade (Mutinga). O PS Central recebeu novos leitos e consultórios.

Com previsão de entrega para este ano, o Centro de Diagnósticos (em construção na Vila Porto) vai reunir todos os exames no mesmo local, dando mais agilidade aos atendimentos. Já na área central está em obras o Centro de Especialidades que contará com 85 consultórios médicos.

O Hospital Municipal de Barueri (HMB) voltou a funcionar com sua capacidade total e a cidade vai ganhar um novo hospital: a unidade do Jardim Paulista, que fica pronta neste ano.

No dia 28 de março, entra em operação o novo Centro de Hemodiálise (em prédio anexo ao HMB). São mais de 70 leitos para os procedimentos de filtragem de sangue.

Segurança

Nos últimos dois anos, Barueri conseguiu retomar o patamar de cidade segura. De acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), em 2018, o município atingiu o menor índice de sua história de homicídios dolosos por 100 mil habitantes. O indicador, utilizado por organismos internacionais para medir a violência de uma localidade, é o menor da região oeste e o segundo mais baixo entre todos os 39 municípios da região metropolitana de São Paulo (atrás apenas de São Caetano do Sul).

Os dados da SSP-SP também revelam que Barueri (na comparação entre 2016 e 2018) diminuiu em 29,25% as ocorrências criminais (homicídios dolosos, furtos, roubos e veículos subtraídos). Em números absolutos, 2018 foi o ano mais seguro no município desde 2011.

Para chegar neste resultado, a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana teve muito trabalho. A Guarda Civil Municipal realizou diversas operações no município, muitas em conjunto com as polícias Civil e Militar.

Viaturas táticas foram blindadas, foi formada a Romu (Ronda Ostensiva Municipal), unidade especializada no combate ao crime e o patrulhamento Tático Feminino, composto apenas por mulheres. O GTM (Grupo Tático de Motos) dobrou o número de motocicletas.

O efetivo de guardas nas ruas foi aumentado com a remuneração de horas extras e novos armamentos foram adquiridos. O videomonitoramento foi ampliado e integrado ao Detecta. O programa Guardiã Maria da Penha, de atenção à violência doméstica, aumentou sua abrangência com a instalação de uma base própria na Aldeia de Barueri.

Obras

Desde 2017 Barueri se tornou o maior canteiro de obras da região. Importantes obras foram retomadas e muitas outras, iniciadas. São construções em todos os bairros da cidade e em todas as áreas (Educação, Saúde, Segurança, Meio Ambiente, Mobilidade etc).

Já foram entregues seis escolas maternais (Jardim do Líbano, Vila Márcia, Parque Imperial, Chácaras Marco, Vale do Sol e Jardim São Luiz), duas escolas de Fundamental e Infantil (Emeief Dorival Faria, no Jardim Tupanci, e Adherbal Farbo, no Vale do Sol), uma Matermei (Engenho Novo), uma unidade da Fieb (Aldeia da Serra), um CRAS (Jardim Paulista), um Pronto-Socorro (Parque Imperial), duas Unidades Básicas de Saúde (UBS do Tupan e do Vale do Sol), um Centro de Hemodiálise, um Centro de Equoterapia, quatro alargamentos de via (Via Parque, em Alphaville, rua da Prata, no Boa Vista, rua Tâmisa, no Vale do Sol, e avenida Paiol Velho, no Tamboré), um Centro de Iniciação ao Esporte (CIE do Bairro dos Altos), recapeamento de 160 mil metros lineares de asfalto, um terminal rodoviário (Vale do Sol), uma área de lazer na Vila Porto e a modernização do bulevar central (incluindo o enterramento de fios).

Em andamento estão cerca de outras 80 obras, que geram 15 mil empregos diretos na área da construção civil. Merecem destaque o Centro de Diagnóstico, Centro de Especialidades, Unidade Hospitalar do Jardim Paulista, Pronto-Atendimento do Jardim Mutinga, UBSs no Engenho Novo e no Maria Helena, três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), duas escolas (Aldeia e Maria Helena), viadutos no Tamboré e no Imperial, remodelação da avenida Dib Sauaia (Alphaville), duplicação de trecho da estrada Cícero Borges de Moraes (Bairro dos Altos), batalhão da Polícia Militar no Jardim Paulista, novo Fórum, sede do Ipresb, Praça das Artes, áreas de lazer no Belval, Audir e Líbano, Casa de Passagem e implantação de luz de LED em todo o município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.