Alunos de Barueri recebem palestras preventivas da Guarda Municipal

O Programa de Ações Preventivas da Guarda Municipal de Barueri retomou os trabalhos deste ano nas escolas da rede de ensino da cidade. O trabalho é dirigido pelo departamento de Humanização da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana e, agora, integra a ação “Escola Mais Segura” lançada no início do mês.

O Programa consiste em levar aos jovens e adolescentes informações sobre os riscos que o álcool e os entorpecentes podem causar, não só ao organismo, mas à sociedade. As palestras são realizadas para alunos dos 8º e 9º anos do Ensino Fundamental da rede municipal e para o Ensino Médio estadual, compreendendo a idade entre 13 e 17 anos. Os estudantes recebem orientações dos Guardas Municipais que são capacitados pela Rede Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública).

“Há uma contribuição significativa na formação dos nossos jovens quando abordados pelos guardas. Eles passam a perceber que existem prazeres saudáveis e Barueri oferece opções diferenciadas de cultura e esporte. De imediato, temos mudança de postura no ambiente escolar e mais respeito ao próximo. Já em longo prazo, uma geração mais consciente de suas ações, agindo a partir de reflexões e não de impulsos”, enfatiza Vânia Santos, supervisora de Ensino.

Em 2018 foram atendidos 3.944 alunos e desde o início de 2019, 623 estudantes já passaram pelas orientações dos agentes. A expectativa é que toda a rede de ensino municipal seja atendida até o final do ano.

Perigos comuns

Durante a palestra, os Guardas interagem com os alunos levantando assuntos relevantes e cotidianos, como o uso do narguilé, uma espécie de cachimbo à base de água muito utilizado no oriente médio. No Brasil, é usado principalmente para o tabaco, embora também possa ser acompanhado de outros tipos de ervas, como a maconha. O uso do cachimbo, seja tradicional ou eletrônico, virou febre entre os adolescentes e, permitido por muitos pais, por acharem erroneamente que o consumo não é prejudicial à saúde e não causa dependência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.