Centro de Monitoramento de Barueri é fundamental em situações de emergência

O Centro Integrado de Monitoramento (CIM) da Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana de Barueri (SSMU) tem sido fundamental no socorro e apoio aos munícipes durante as fortes chuvas que atingem toda a região por estes dias.
Pelas câmeras foram vistos, desde a madrugada de segunda-feira (dia 10), os principais pontos de alagamento e os acessos para liberar o trânsito e para o resgate chegar mais rápido. Foi também pelo videomonitoramento que a Defesa Civil estudou os locais de prioridade de atendimento e as áreas de risco.
“Hoje, contamos com 31 guardas acompanhando as câmeras que estão distribuídas pela cidade. Qualquer movimentação fora do comum, acidentes ou casos de tempestades e alagamentos, como os vividos nos últimos dias, são notificados e as viaturas são encaminhadas no mesmo momento ao local da ocorrência”, explicou Vanderci Jesus dos Santos, diretor do Departamento Técnico de Videomonitoramento e Comunicação da SSMU.
São 467 câmeras de monitoramento que alimentam o CIM diariamente. Delas, 184 são do modelo Speed Dome, que se movimentam por 360 graus e possuem zoom óptico que alcança com riqueza de detalhes até 1 km de distância.
A cidade também possui 254 câmeras fixas e 30 no modelo OCR, todas associadas aos sistemas Infocrim e Detecta da Secretaria da Segurança Pública do Estado de SP (SSP-SP), que armazenam e integram dados de veículos furtados ou roubados e até indivíduos procurados pela Justiça, acusando o momento em que aparecem nas imagens.
“Através do Infocrim, nós monitoramos áreas com maior índice de ocorrências, uso de drogas e danos aos próprios públicos, tudo associado às nossas câmeras de segurança”, concluiu Vanderci.
No CIM é possível acompanhar a localização de todas as viaturas da Guarda, Grupo Tático de Motos, Canil, Demutran, Ambiental e Defesa Civil. Isso agiliza no encaminhamento à ocorrência e no apoio em caso de situações de risco aos agentes. Toda a rede escolar da cidade também é monitorada 24 horas por dia em tempo real.
O Poder Judiciário, Polícia Militar e a Polícia Civil também usam os recursos municipais para estudos estratégicos e investigações, uma vez que as imagens são armazenadas por 30 dias e, quando necessário, permanentemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *