Osasco faz último jogo da fase de classificação da Superliga contra Valinhos nesta terça-feira (10)

O Osasco Audax/São Cristóvão Saúde encerra sua participação na fase de classificação da Superliga Banco do Brasil nesta terça-feira (10), diante do Valinhos. A partir será disputada no ginásio da Rigesa, em Valinhos, a partir das 21h30, com transmissão do Canal Vôlei Brasil (detalhes e bastidores podem ser conferidos no canal oficial do clube, a Osasco Vôlei TV – https://osascovoleitv.tvnsports.com.br/). O resultado da partida não vai influenciar no chaveamento para o playoff das quartas de final. O adversário da equipe osasquense já está definido, será o Sesi Bauru.

Quinto colocado na Superliga, com 14 vitórias em 21 rodadas, Osasco encara um time que luta contra o rebaixamento. Valinhos ocupa a penúltima posição na classificação, com 12 pontos, três a menos que o Flamengo. Por isso, entra motivado para buscar a vitória nesta terça-feira, ao mesmo tempo que vai ‘secar’ as cariocas, que jogarão um Fla-Flu no Rio de Janeiro. “Esse jogo vale muito para o time delas. Do nosso lado, é entrar em quadra focado em fazer o nosso melhor, seguindo em busca por regularidade e evolução, já pensando nos playoffs”, explica a ponteira Jaque, que desfalcou o time na última rodada em função de uma contratura na musculatura cervical.

Com 38 pontos, Osasco tem chance de recuperar o quarto lugar na classificação geral. Para isso, precisa derrotar Valinhos, marcar três pontos e torcer para que Bauru, que tem 40 pontos, seja superado pelo São Cristóvão Saúde/São Caetano, lanterna e primeiro rebaixado para a Superliga B. “Sabemos que é muito difícil que Bauru perca em São Caetano, mas, na verdade, nosso foco é em nosso desempenho, nosso crescimento. Claro que seria importante terminar na quarta posição e ter a vantagem de decidir a vaga para a semifinal em casa, mas temos que nos concentrar em jogar bem, primeiro contra Valinhos e depois nas quartas de final, para seguir em frente”, avalia a líbero Camila Brait.

Maior pontuadora de Osasco no jogo contra o Itambé Minas, com 19 acertos, a sérvia Ana Bjelica destaca que a postura do time será importante para o início da fase eliminatória. “Nossa energia foi muito mais positiva contra o time mineiro. A vitória não veio, infelizmente, mas jogamos com atitude. E isso foi resultado do nosso trabalho, porque treinamos muito. Como já disse antes, acredito que o nosso desenvolvimento vai aparecer cada vez mais agora, na fase decisiva da Superliga”, afirma a oposta sérvia, se referindo à última rodada, no José Liberatti, quando perderam para o Minas por 3 sets a 1.

Números e Seleção da Superliga – Camila Brait lidera as estatísticas de recepção, com 70% de efetividade no passe. Além disso, a líbero está ao lado da ponteira Jaque no Time do Sonho, a seleção do campeonato divulgada rodada a rodada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Osasco também tem uma representante no time B, a central Mara. A levantadora Roberta também tem números de destaque. É a segunda sacadora mais mortal, com 34 aces, e também ocupa a vice-liderança em efetividade em pontos diretos no serviço, com 0,46 por set.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *