Procuradoria Especial da Mulher continua atendimento durante recesso parlamentar

A violência contra a mulher não para, por isso, a Procuradoria Especial da Mulher, reativada em 2019 por pelo presidente do Legislativo, Ribamar Silva (PSD), mantém um canal permanente para comunicação de casos de violência, seja através do telefone (11) 3699-9154 ou pelo e-mail mulher@osasco.sp.leg.br.

Mesmo com o Recesso Parlamentar, que vai até o final de janeiro, o atendimento na Procuradoria será normal, conforme explica a vereadora Ana Paula Rossi (PL), que comanda os trabalhos.

“A violência contra a mulher é uma triste realidade, um assunto que deve ser tratado frequentemente. Por isso, durante o recesso parlamentar haverá atendimento para que possamos auxiliar as vítimas de violência”, comentou a parlamentar.

A violência contra as mulheres é uma realidade dolorosa, que não distingue classe social ou raça, atinge a todas indistintamente. Pesquisas recentes apontam que na maioria dos casos o agressor são companheiros, namorados e ex-parceiros. Há também registros de casos de agressões provocadas por filhos, principalmente em grupos de mulheres acima de 50 anos.

O apoio e proteção às vítimas de agressão ganharam a atenção do Papa Francisco no primeiro dia do ano, em seu pronunciamento. Ele pediu aos fiéis que deem maior apoio e proteção às mulheres que enfrentam a violência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.