Barueri chega aos 70 anos com investimentos em qualidade de vida e modernização dos serviços

Prefeito pela quinta vez, Rubens Furlan é um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento que Barueri alcançou nestes 70 anos de emancipação. Foram muitas obras e projetos executados em cada um de seus mandatos. Em entrevista ao Jornal a rua, concedida no dia 14 de março, foram abordados os principais avanços e realizações de suas gestões, em especial nas áreas da Saúde, Educação, Social, Segurança e Obras.

O senhor é prefeito de Barueri pela quinta vez, qual obra destacaria como a mais importante da sua carreira?
Todas as obras tiveram bastante importância, desde infraestrutura, canalização do Rio Barueri Mirim (Bulevar), na área de Esporte, mas o que reputa bastante e considero importante é a Saúde. O Hospital Municipal, por exemplo, que hoje é um hospital regional, a Prefeitura paga tudo e a região inteira se beneficia. São 304 leitos, temos 35 UTIs (unidade de terapia intensiva) e o hospital municipal funciona como regional. Essa é uma obra muito importante, porque se eu não tivesse feito isso há 12 anos atrás, nós teríamos 304 leitos e 35 UTIs a menos do que temos hoje, porque o último hospital e o último leito feito aqui na região foi pelo governo federal, quando o Collor era presidente: um em Itapevi e outro em Carapicuíba, há 30 anos atrás. Depois disso foi o que eu fiz,o HMB que é o que está resolvendo e segurando toda a situação.

Qual a sua reivindicação ao governador para melhorar a Saúde?
A minha primeira proposta é a seguinte: eu já tenho um projeto de um hospital pronto para licitação, pronto para publicar o edital, é um hospital de 370 leitos, e o acordo que eu quero fazer com o governador, para não demorar, vou propor que ele assuma o Hospital de Barueri e o seu custo que é de quase R$ 14 milhões por mês. O governo assume, portanto “estadualiza” o hospital e o transforma de vez em regional, porque hoje já funciona como hospital regional e, imediatamente, eu publico a licitação para fazer outro hospital com 370 leitos. Já tem a área e projeto pronto.
Esta proposta para o governador é quase uma emergência, queremos começar a construção, imediatamente, para que em dois anos já esteja funcionando. Mas continuamos reivindicando que se faça um hospital em Santana de Parnaíba e outro em Jandira para que todos tenham leitos. Junto com esta reivindicação para Barueri, vamos também com esta reivindicação regional.

Na sua última entrevista concedida ao Jornal a rua, o senhor declarou que seu maior desafio era reorganizar e descentralizar a Saúde. Qual o balanço que o senhor faz destas ações?
Estamos atuando em várias ações na rede de Saúde. Nossa obra no Mutinga, já está muito avançada com a construção de um pronto-socorro e no Engenho Novo estamos construindo uma UBS, que vai ajudar na descentralização. Vai ter uma ala nessa UBS que vai ter clínico geral, que vai dizer se precisa de especialista ou não, e se precisar vai encaminhar na hora. Estamos construindo no Centro de Barueri um prédio de cinco andares com 85 consultórios de especialidades, que é para ter especialista de todas as áreas médicas, para atender, justamente, as pessoas que serão encaminhadas pelo clínico geral das UBSs de todo o município.
Vamos inaugurar este mês uma UBS lá no Vale do Sol, que vai dar mais qualidade no atendimento da UBS do Parque dos Camargos e do Jardim Paulista. Vamos inaugurar, só esta faltando a compra do equipamento, um hospital misto, vai ter um pronto-atendimento só para região do Jardim Paulista e Tupan, e vai funcionar com 30 novos leitos com UTI para atender o munícipe daquela região e evitar o congestionamento no HMB. Serão 30 leitos a mais e se o governador aceitar o nosso acordo, então serão 370 mais 30 e aumentaremos para 400 leitos no total.
A obra do Centro de Diagnóstico está totalmente pronta, mas os equipamentos que nós compramos demoram até 120 dias para ser entregues e eu não quero inaugurar esta obra sem a ressonância magnética, sem os tomógrafos de última geração, sem a cintilografia, eu quero inaugurar com todos os equipamentos, tudo completo para a população.
Na primeira semana de abril, vamos inaugurar a nova UBS do Maria Helena, que conta como uma unidade pequena e estaremos entregando uma unidade maior.

Na questão de Segurança Pública, Barueri é considerada uma das cidades com a menor taxa de criminalidade. A que se deve tal índice?
Temos a menor taxa e quem fala isso é a Secretaria de Segurança Pública do Estado, porque bandido não tem moleza aqui não! Para chegar neste resultado, a Guarda Civil Municipal realizou diversas operações, muitas em conjunto com as polícias Civil e Militar. Os dados da SSP-SP também revelam que Barueri, diminuiu em 29,25% as ocorrências criminais.

Barueri é referência em projetos sociais, qual o senhor destacaria?
Estamos terminando a obra da Casa de Passagem, destinada a pessoas em situação de rua, na Aldeia da Serra, que visa aperfeiçoar este atendimento, pois já temos a casa de passagem, no Centro, que funciona em parceria com a “Caritas Serviço de Acolhimento – Casa São Francisco de Assis”. Neste programa (ReNascer), eles recebem uma ajuda de custo e trabalham com os animais do Cepad (Centro de Proteção ao Animal Doméstico), lá eles passeiam e cuidam dos animais.
Nesta sede própria que estamos construindo, as pessoas poderão entrar e sair na hora que quiser, ao invés de ficarem na rua, ficarão na casa de passagem, mas sem impor condições de nada para eles. Serão servidos almoço, janta, café da manhã e, se quiserem, poderão dormir e trocar de roupa, a única exigência será a questão de higiene, como lavar as mãos e tomar banho. Eles terão liberdade, lógico que depois vamos evitar que eles durmam em lugares públicos, como em ponto de ônibus, praças, marquises de estabelecimentos comerciais, porque estaremos oferecendo um local confortável e seguro para eles dormirem, receberem alimentação e que possam ter a liberdade de sair para onde quiser.

Quais os investimentos na área de Educação?
Estamos trabalhando muito para zerar a fila de creche, nós já diminuímos, estava com 3 mil e agora está com 1.600, mas eu quero que tenham vagas para todas as crianças de Barueri nas nossas creches. Este trabalho carece de investimentos e leva algum tempo, mas nós vamos conseguir.
Investimos pesado na capacitação dos professores e aumentamos, gradualmente, o valor da hora/aula todo ano, recuperando assim perdas passadas para que a Educação melhore como um todo.

O senhor considera Barueri um canteiro de obras, comente sobre as mais importantes.
Desde 2017, Barueri se tornou o maior canteiro de obras da região, são 80 obras em andamento, que geram 15 mil empregos diretos na área da construção civil. Importantes obras foram retomadas e muitas outras iniciadas. São construções em todos os bairros da cidade e em todas as áreas (Educação, Saúde, Segurança, Meio Ambiente, Mobilidade etc).
Já foram entregues seis escolas duas escolas de Fundamental e Infantil um Pronto-Socorro (Parque Imperial), duas Unidades Básicas de Saúde, um Centro de Hemodiálise, um Centro de Equoterapia, quatro alargamentos de via, um Centro de Iniciação ao Esporte (CIE do Bairro dos Altos), recapeamento de 160 mil metros lineares de asfalto, um terminal rodoviário (Vale do Sol), uma área de lazer na Vila Porto e a modernização do bulevar central (incluindo o enterramento de fios).

Para finalizar deixe uma mensagem aos munícipes de Barueri pela passagem do aniversário de 70 anos.
Quando eu fui eleito vereador, em 1976, eu fui o mais votado. Barueri tinha 28 anos, agora Barueri tem 70 e eu tenho 42 anos de vida pública, portanto a história desta cidade se confunde com a história da minha vida. Eu sei que a cidade é amada por quase que a totalidade dos cidadãos e, conseqüentemente, amada por mim também. Eu trato desta cidade com muito carinho e procuro fazer das minhas mensagens, uma mensagem de esperança e de fé, e pedir para que as pessoas tenham o mesmo carinho que a gente tem: não jogue mais lixo nas ruas, não jogue entulho de qualquer jeito, avisem que a gente retira da sua casa e quero construir, ajudar na construção, junto com todos os cidadãos, a cidade dos nossos sonhos, já que eu não posso construir o Brasil que eu desejava, juntos, vamos construir a Barueri dos nossos sonhos, já estamos fazendo a nossa parte para o Brasil. Muito obrigado meus amigos e que Deus abençoe nossa cidade, o nosso povo e o nosso país inteiro, que tem sofrido tanto por conta de tantas mazelas, de tantas pessoas que tentam enganar outras pessoas para lograr um cargo público e fazer o que eles fazem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.