Osasco registra 28 casos confirmados de dengue

Com 100 notificações de suspeitas de dengue nos três primeiros meses do ano, sendo 28 casos confirmados, dos quais dez autóctones, seis importados, e outros 12 sem definição, além de 31 registros descartados e 41 em análise, a Prefeitura de Osasco intensificou as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Em 2018, a cidade teve dez casos confirmados. Em 2017 foram 12 e, em 2016, 663.

A Vila Yolanda (cinco), Jardim Veloso e Baronesa (três cada) são os bairros com mais casos de dengue confirmados. Os demais estão distribuídos pela cidade em bairros, como Jardim Umuarama, Helena Maria, Jardim Roberto, Pestana, Jaguaribe e Santo Antônio.

No Estado de São Paulo  houve aumento nos casos de dengue e o governo trabalha no combate ao mosquito transmissor. Segundo a Secretaria de Saúde de Osasco, as ações para eliminar criadouros da dengue e outras arboviroses acontecem diariamente com visita dos agentes às residências, equipamentos públicos e comércios, entre outros.

As equipes também orientam moradores, instalam telas em caixas d’água e aplicam larvicida e inseticida, quando identificam presença das arboviroses, entre outras ações efetivas de prevenção.

CONSCIENTIZAÇÃO

A população também tem de fazer sua parte e contribuir com atitudes simples, como guardar garrafas com o gargalo virado para baixo; encher de areia ou terra os pratinhos de vasos de plantas; manter bem tampados baldes, tonéis, piscinas e caixas d’água; guardar pneus em locais protegidos da chuva; manter o quintal sempre limpo e livre de objetos que possam acumular água; e não jogar objetos nas ruas e terrenos baldios, que também se tornam criadouros do mosquito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.