GCM atende mulher e filha de dois anos que eram mantidas em cárcere privado e sofriam agressões


A Inspetoria de Posturas foi procurada por uma moça com sua filha de dois anos, na quinta-feira, 18, relatando que havia fugido de casa onde foi mantida em cárcere privado sofrendo agressões por parte de seu companheiro por vários dias.

Após o relato, o oficial do plantão determinou o atendimento. Diante dos fatos levaram a vitima até a Delegacia da Mulher onde foi registrada a ocorrência.

Segundo a mulher, o agressor havia saído de casa e foi assim que ela conseguiu fugir, após as providências no D.P. um problema foi detectado, a garota não tinha para onde ir e se voltasse para casa com certeza sofreria agressões ainda mais violentas podendo inclusive ocorrer um assassinato.

Quando a mulher informou que a família morava em uma cidade próxima no Interior de São Paulo, o Secretário de Segurança de Osasco, que compreendeu a questão humanitária envolvida, autorizou o deslocamento da viatura e ela foi deixada aos cuidados de sua mãe em segurança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.