Vôlei Osasco-Audax conta com apoio da torcida para buscar vitória dupla e o título paulista

 O Vôlei Osasco-Audax precisa vencer o jogo desta sexta-feira (8) e o Golden Set, na sequência, para conquistar o 15° título do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei da Divisão Especial. Na noite desta quarta-feira (6), no ginásio José Correa, em Barueri, foi superado pelo São Paulo por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 26/24 e 26/24 em 1h34. Com o resultado, o time de Jaque, Bia, Roberta, Casanova, Camila Brait e cia saiu atrás no playoff final e vai em busca de duas vitórias seguidas para ser campeão em 2019. Para isso, espera contar com o apoio de sua apaixonada torcida, que deve lotar o José Liberatti para a segunda partida decisiva, a partir das 21h30. Todos os detalhes e bastidores do confronto podem ser conferidos no canal oficial do clube, a Osasco Vôlei TV (https://osascovoleitv.tvnsports.com.br/).

Apesar do resultado negativo, o time do Vôlei Osasco não vai se deixar abater. É o que garante a líbero Camila Brait. “Infelizmente hoje não deu, mas não vamos abaixar a cabeça. Sabemos do nosso potencial e da luta para buscar o entrosamento em um time que foi se juntando aos poucos. Eu mesma, assim como as demais meninas que disputaram a Copa do Mundo do Japão, só cheguei para o primeiro jogo da semifinal. Não tem nada perdido e agora vai ser em casa, onde, tenho certeza, a nossa fantástica torcida vai nos apoiar do início ao fim e fazer toda a diferença para que, todos juntos, consigamos buscar esse título”, afirmou.

O jogo – Vôlei Osasco-Audax começou o jogo ligado. Abriu 6/2 e obrigou o São Paulo a pedir tempo. A vantagem foi crescendo e chegou a seis pontos (8/2). As donas da casa, no entanto, reagiram. Forçaram o saque e chegaram ao 8/8. Conseguiram a virada e, no 12/10, Luizomar promoveu a entrada de Ellen. Para tentar acertar o time, que cometia muitos erros, o técnico osasquense pediu tempo. Com dificuldades, mas sem perder o espírito de luta, foram tirando uma desvantagem que chegou a seis pontos (12/18) e encostaram no final da parcial. Porém, não conseguiram evitar a vitória de Barueri por 25/22. A nota preocupante foi a contusão de Ellen, que saiu de quadra quando o placar apontava (16/21) com torção no tornozelo esquerdo.

O segundo set começou complicado para Osasco. Barueri fez 6/3 e dava a impressão de domínio. Dava. Sem se entregar, as comandadas de Luizomar seguiram em frente. Bjelica empatou no 7/7 e o jogo ficou lá e cá até Casanova e Mara começarem a encaixar bons saques. Com isso, o Audax chegou a impor seis pontos de vantagem (20/14). Mas o final da parcial reservava fortes emoções. As donas da casa conseguiram reagir e empatar no 22/22. Bia garantiu o 23/23 e Bjelica o 24/24, mas o time de Barueri levou a melhor na última bola e fechou em 26/24.

O jogo começou quente no terceiro set. Fernanda Tomé atacou da entrada de rede para fazer 6/6. Bia, na china, fez 7/7. A bruxa estava solta no ginásio José Correa e Fernanda também torceu o tornozelo, o direito, quando o Audax vencia por 9/8. A partida seguiu equilibrada. Bjelica atacou da entrada de rede para fazer 15/13. Do mesmo lugar, Jaque fez 20/18. Luizomar pediu tempo quando o placar voltou a ficar igual no 22/22. Com dois ataques, Bjelica levou Osasco ao set point (24/23). Mas, como na parcial anterior, Barueri levou a melhor nos últimos detalhes e levou por 26/24.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *