Ex-governador Márcio França abre curso de formação política em Osasco

Na noite de terça-feira (05/11), o ex-governador de São Paulo, Mário França (PSB), esteve em Osasco para a abertura do Curso de Formação Política do PSB, organizado pelo vereador Mário Luiz Guide e a presidente do partido em Osasco, professora Tereza Santos. O evento aconteceu na Câmara Municipal de Osasco e contou com a presença de vereadores, vice-prefeitos, militantes e simpatizantes da sigla.
Político experiente, tendo participado de 14 eleições, o ex-governador Márcio França, atual presidente do PSB no Estado, considera a eleição de vereador como a mais difícil de todas pois o voto é muito disputado e muito pessoal. Ele acredita que a tarefa de ser candidato nesse momento é difícil e exige muita coragem porque o processo de escolha do voto mudou bastante com a chegada da internet e das redes sociais. “Fica cada vez mais difícil o eleitor se sentir representado”, ressaltou França. Para ele é preciso ter preparo, não ter vergonha de pedir o voto e nunca esquecer que a função pública é passageira.
Na sua avaliação a escolha do partido, que deve ser muito bem feita, é o primeiro passo para quem quer ser candidato. Ele acredita que não faz sentido algum se filiar num partido que pensa diferente de você. “O partido escolhido deve defender aquilo que a gente acredita, nós do PSB acreditamos que todos os seres humanos nascem iguais e devem ter direitos e oportunidades iguais”, disse o socialista. “Pode não ser possível muitas vezes conseguir, mas quero morrer acreditando que sim, lutando para isso”, afirmou.
O ex-governador falou sobre a valorização do funcionalismo público, “é preciso reconhecer os bons serviços públicos”, ressaltou França lembrando que temos boas universidades e escolas públicas, bons serviços de saúde como o Hospital das Clínicas, o ICESP, entre outros. “É importante garantir o setor público com pessoas bem remuneradas”, afirmou.
Na questão da segurança, França ressaltou que é preciso investir mais em oportunidades para os jovens e gastar menos com punições. Ele informou que um jovem infrator da Fundação Casa custa 13 mil reais por mês, um dinheiro que poderia ser empregado em programas que ao invés de punir, ofereça oportunidades aos jovens que são mais vulneráveis. “Faça isso e você destrói a violência”, garantiu França. “Não é milagre, é abrir uma outra porta, mais barata e mais inteligente, nós fizemos isso em São Vicente e deu certo”, ressaltou.
Já o vereador Mário Luiz, que abriu a plenária, fez um breve relato do trabalho de pesquisa que realizou ao longo deste ano para identificar quais são as principais prioridades apontadas pelos moradores para o futuro de Osasco. Ele informou que houve uma constante em todas as regiões da cidade onde 90% disseram querer uma boa rede de saúde pública; 80% uma boa rede de educação de qualidade e cerca de 60 a 70% querem mais segurança. Em seguida ele disse que estamos num momento político muito difícil, com forças autoritárias e antidemocráticas procurando minar a democracia de todas as formas. “Nós temos que manter a nossa identidade como um partido socialista que quer justiça social e maior igualdade entre as pessoas, temos que somar com outros setores que querem uma democracia forte para o Brasil, uma democracia que garanta os avanços dos direitos do povo”, ressaltou.
Após saudar os presentes a professora Tereza disse que o Curso de Formação Política já se tornou uma tradição do partido pois o PSB acredita que o avanço da democracia depende de uma participação política e de uma formação política dos membros do partido, dos cidadãos e cidadãs que precisam estar informados, preparados e mais qualificados. Ele será realizado todas as terças-feiras de novembro, às 19 horas, na Sede do PSB que fica na Av. Marechal Rondon, 567. Apesar de ser voltado aos pré-candidatos do partido, todos podem participar e serão bem-vindos, informou a presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *