Arena Barueri terá uma sala definitiva de VAR

Uma comissão da Federação Paulista de Futebol (FPF) formada pelo engenheiro Luiz Vella, Sílvia Regina de Oliveira, ex-árbitra e integrante da comissão de arbitragens, e Gustavo Frulani, técnico de apoio de instalação, compareceu na quarta-feira (dia 3) à Arena Barueri, no Jardim Belval, onde foi recebida pelo administrador Antônio José Giraldes – o Toninho.

O objetivo foi reavaliar as condições técnicas para a instalação definitiva dos equipamentos do VAR (Video Assistant Referee), que nada mais é que uma central de vídeo para orientar a arbitragem de futebol em casos de lances polêmicos e de difícil observação. Luiz Vella já adiantou o resultado da vistoria: “será necessária apenas uma abertura para a passagem dos cabos“, afirmou o engenheiro da FPF. Importante ressaltar que o VAR é uma iniciativa da Federação Paulista junto à CBF. O recurso condiciona a Arena Barueri a receber jogos de grande escalão.

Na semifinal do Campeonato Brasileiro Feminino em novembro do ano passado, entre São Paulo e Avaí, ocorrida na Arena Barueri, aconteceu o uso pioneiro da tecnologia no Brasil, até então usada somente na Copa do Mundo Feminina em 2019 e na final da Champions League. A Arena Barueri, entretanto, já foi homologada pela FPF numa sessão experimental em 8 de março de 2019 na partida entre Oeste x RB.

O primeiro jogo do Paulistão Série A2 na Arena Barueri será no dia 7 de março (domingo), às 16h, ocasião em que o Oeste recebe o Audax de Osasco, mas o VAR só será utilizado somente a partir da segunda fase da competição. Na Série A1, o sistema valerá para todo o campeonato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em que podemos lhe ajudar?