Vereador De Paula demonstra preocupação com mudança do Ceagesp

Prometida pelo governo do Estado de São Paulo, a mudança do Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo) da Vila Leopoldina, na capital paulista, para outro município – Carapicuíba e Santana de Parnaíba aparecem como favoritas na região Oeste para receber o entreposto – tem dividido opiniões. Vereador de Osasco e empresário no Ceagesp, De Paula (PSDB) demonstra preocupação com a situação. Para o parlamentar, a presença do entreposto na região trará impactos significativos no dia a dia das cidades do entorno. 

No último mês de abril, em reunião entre o presidente da República Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo João Doria (PSDB), ficou definido que a União vai transferir o Ceagesp para o governo paulista que, por sua vez, já adiantou que não manterá o entreposto na Vila Leopoldina. No local, a intenção é implantar o CITI (Centro Internacional de Tecnologia e Inovação). 

“É com preocupação que vejo essa mudança. O Ceagesp é grande demais e quem está lá diariamente sabe o impacto que causa, algo que somente uma cidade do tamanho de São Paulo é capaz de suportar. Nossa região vai sofrer muito se for escolhida como destino do Ceagesp. Muita coisa terá que mudar. Por isso, o ideal seria continuar no local que está”, opina De Paula. 

“Recentemente vi que o Elvis Cezar, prefeito de Santana de Parnaíba, disse ser contrário à mudança para Carapicuíba ou Parnaíba e acho que ele tem razão. É preciso ter cuidado no impacto que isso vai causar na vida das pessoas que moram ou que transitam por essas cidades. Haverá, por exemplo, alguma obra para desafogar o viário destes municípios?” questiona De Paula.

Comerciante no Ceagesp, De Paula também demonstra preocupação com aqueles que podem perder seus negócios com a mudança, mas diz confiar na decisão do governador João Doria. 

“Infelizmente muitas pessoas que conheço não vão conseguir mudar para a região. Mas tenho certeza que João Doria encontrará uma solução para todos os envolvidos neste processo, como os permissionários, produtores, carregadores e os consumidores do Ceagesp. Recentemente ele deu mostras de sua competência ao impedir que a General Motors fechasse as portas em São Caetano. Estou certo que ele agirá da mesma forma com quem tira seu sustento no Ceagesp”, finalizou o vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *