Mundo procura luz no fim do túnel e Lins afirma que 2021 será melhor para Osasco

Prefeito Rogério Lins comemora aumento da arrecadação e chegada de novas empresas na cidade

A cidade de Osasco perdeu R$ 300 milhões de sua receita em 2020 por conta dos efeitos da pandemia do novo coronavírus, mas recuperou praticamente o mesmo montante no orçamento previsto para este ano. Apesar do prejuízo, segundo o prefeito Rogério Lins, 2021 será o melhor ano para o município em termos de crescimento econômico por conta da expectativa de receita amparada nos impostos de grandes empresas do setor de tecnologia, como iFood, Rappi e Mercado Livre e varejistas como Mercado Car e Havan.

O prefeito Rogério Lins também anunciou ontem a instalação de uma nova empresa na zona norte da cidade. “Serão mais 1.450 contratações de trabalhadores da nossa cidade”, disse. Ele não divulgou o nome da empresa, mas disse que ela deve começar a operar na cidade já a partir do mês de junho deste ano.

A afirmação de Rogério Lins ocorreu durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (18) em seu gabinete para anunciar o nome do seu secretário de Cultura, que passa a ser o vereador Cláudio da Locadora (DEM), que substituirá Paulo José dos Santos Magalhães. Quem assume a vaga do democrata na Câmara Municipal é  o seu colega de partido Delbio Teruel.


Questionado pela reportagem do jornal A Rua sobre qual o impacto da pandemia da Covid-19 sobre a formulação do orçamento da cidade para 2021, que passa dos R$ 3,2 bilhões, Lins responde que a pandemia mudou todo o modo como a administração lidava com a distribuição dos recursos. 

“A pandemia fez a gente ter um outro olhar para tudo, controle de despesas, organização administrativa, nós tivemos que remanejar orçamento pensando na proteção das famílias. O que a gente gastava com merenda escolar a gente reverteu no Cartão Merenda. Estamos finalizando estudo com a vereadora Ana Paula Rossi para que a gente possa manter isso, porque este complemento alimentar, nutricional, continue abastecendo as famílias”, disse o prefeito.


Ainda em resposta ao jornal A Rua, o prefeito destacou que a cidade não terá nenhum projeto interrompido por falta de orçamento. “Repito, graças a Deus, essa nova característica da cidade com orçamento, a arrecadação se manteve”, disse, acrescentando que em 2020 a cidade registrou queda na arrecadação nos meses de março e abril, mas com retomada em maio e junho e julho tendo os melhores resultados de receita da história da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em que podemos lhe ajudar?