Movimento Negro Unificado comemora o Dia da Mulher Negra em Carapicuíba

Evento acontece no dia 25 de Julho e marca as ações nas lutas e conquistas da Mulher Negra.

A situação da mulher negra na sociedade, especialmente na brasileira, é um reflexo direto da forma como as camadas sociais são construídas. No Brasil, o racismo e a questão de gênero são os elementos que moldam a pirâmide social. Segundo a Arte-Educadora, Márcia Silva, “ser mulher no Brasil sempre foi um desafio, pois a nós sempre foi imposto, desde a vida intrauterina, um destino, limites, formas e regras que estão sendo paulatinamente quebras em prol da diminuição das desigualdades. E esse cenário é ainda mais desafiador quando somos mulheres negras”, explica.

Como um grande ato político/cultural, o MNU (Movimento Negro Unificado Sessão Carapicuíba), e o apoio do COMPIR – Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial – Carapicuíba, e o GT Mulheres Negras MNU Seção Carapicuíba, vão realizar um grande evento em alusão às Mulheres Negras no dia 25 de julho, quando é celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e também do Dia Nacional de Tereza de Benguela, por suas ações nas lutas e conquistas inerentes à questão racial e por sempre estarem presentes nas lutas e enfrentamentos pelos direitos dos negros.

O evento que é aberto ao público, acontece na Câmara Municipal de Carapicuíba a partir das 18h30, e reunirá mulheres negras e convidados das cidades de Carapicuíba, Osasco, Barueri, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e região. Vale lembrar que na mesma data, em diversas cidades brasileiras estará ocorrendo também a Marcha das Mulheres Negras.

Além de diversas palestras (veja programação), a grande homenageada da noite será a líder Congaleira e Mestre da Congada de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, Divina Daniel das Dores a “Tia Divina”, com os seus 83 anos. A apresentação ficará por conta da jornalista Maria Adélia Santos.

Haverá também intervenções culturais com as Rendeiras da Aldeia, apresentações da Congada de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, interação com as crianças com a Poeta-brincante e escritora Mônica Sena e intervenções poéticas com os poetas Mooslin, João Antunes e Juraci Silva.

PROGRAMAÇÃO:

19h00 – Abertura do evento

19h15 – Palestra ‘Mulheres Negras que falam e escrevem. Desde sempre e sempre’ – professora Analu Silva Souza

19h30 – ‘A Mulher Negra e a educação antirracista’ – professora Marcia Ribeiro

19h45 – ‘A resistência da Mulher Negra na religião’ – professora Yalorixá Maria Izabel Mendes

20h00 – ‘Os direitos da Mulher Negra’ – advogada, Dra. Mayara Gonçalvez da Silva

20h15 – ‘Rendeiras da Aldeia’ – com o grupo carapicuibano de artesãs que fazem parte de uma das ações do Núcleo de Estudos e Criação da Indumentária e Figurino Brasileiro da Oca Escola Cultural.

Também haverá muitas homenagens e apresentações culturais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.